segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Criação da Guarda Municipal de Camocim


Mês de setembro é tempo de desfile de 7 de Setembro, aniversário do município de Camocim e, na roda de amigos, comentava-se que  no desfile deste ano, o assunto central teria sido o desfile da Guarda Municipal de Camocim que não teve o brilho esperado face à falta de fardas novas para a corporação. Desfile, já diz tudo: é a oportunidade de se mostrar sua melhor roupa. Isso me fez lembrar o final do século XIX, quando o município ainda tinha apenas 13 anos e tentava equipar a sua guarda. O rol de dificuldades, portanto, vem desde sua implantação. Naquela época, Camocim nem imaginava se tornar um dia sede de companhia do recém criado Batalhão de Segurança em 01 de março de 1892. A polícia militar, ainda no tempo da Província do Ceará, com o nome de Força Policial, já existia desde 24 de maio de 1835. O oficio enviado pelo Conselho de Intendência de Camocim ao Governador do Estado dá bem a medida das dificuldades de outrora, ainda hoje notadas e sentidas em pleno século XXI: Vejamos:


Ao Governador do Estado em 21 de abril de 1892.


Este Conselho submette a vossa aprovação junto por copia, o projeto criando a guarda local neste município e aguarda a vossa palavra a respeito para dar-lhe execução. outrossim, o Conselho roga vos a fornecer o armamento para a guarda local, caso seja isto possível, e esta sua exigencia firma-se em que contou-lhe que, tendo vindo novo armamento para o cargo de segurança do Estado, o Governo está no proposito de despençar para as guardas municipaes, o antigo armamento do referido corpo.
Torres, Prado, Nicolau e Thiers.


Que a nossa Guarda Municipal esteja bem vestida, comandada e aparelhada para melhor servir ao povo camocinense, é o mínimo que esperamos dos governantes.


Fonte: Arquivo da Câmara Municipal de Camocim. 1º Livro de Oficios Expedidos. 1885-1908.p.75.
  
Anterior Proxima Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário